Avaliação

O ponto inicial do trabalho é a realização de uma avaliação global da criança, desde a fase conceptiva, passando pelo período perinatal até o momento atual. A avaliação é geralmente realizada em 3 encontros:

1) Entrevista com a família. No primeiro encontro, conversamos sobre a história prévia da criança, avaliamos exames prévios, laudos de outros profissionais, relatórios escolares, revisamos vídeos com a família e identificamos as principais preocupações da família.

2) Exame da criança. A partir dos dados coletados na entrevista, planejamos uma sessão de avaliação clínica da criança. A avaliação utiliza uma série de brincadeiras e jogos, adequados à idade e ao nível de desenvolvimento da criança, a fim de capturar diferentes aspectos do seu comportamento, suas habilidades e dificuldades. Em alguns casos, recomendamos a aplicação de testes estruturados, como teste de Bayley ou ADOS. A família recebe um roteiro para avaliação e monitoramento do desenvolvimento da criança e identificação de potenciais objetivos do trabalho.

3) Devolução. No último encontro, reunimos novamente a família para comunicar os resultados da avaliação, incluindo eventuais diagnósticos, se houver. Apresentamos um plano terapêutico, incluindo as modalidades de tratamento indicadas, a intensidade do tratamento, o setting (casa ou clínica) e, quando possível, recomendamos profissionais ou locais de atendimento na região onde mora o paciente. Esta é também uma oportunidade para esclarecer dúvidas e conversar sobre o futuro e expectativas quanto ao desenvolvimento da criança.

Um parecer descritivo (laudo médico) é entregue às famílias para que seja encaminhado aos profissionais de reabilitação. Após 4 a 8 semanas, é feita uma primeira reavaliação, avaliando a satisfação da família com as terapias, solucionando as dúvidas e ajudando a(re)adequar o esquema terapêutico, se necessário. Durante todo o tratamento, mantemos contato direto com a equipe de reabilitação do paciente, ajudando a organizar o processo terapêutico.